Acerola

Acerola fortalece a imunidade; veja 9 benefícios da fruta tropical

A acerola é uma fruta tropical pequena com sabor levemente ácido e com casca avermelhada e polpa amarela. Natural da América Central, é bastante popular no Brasil, e em alguns lugares é chamada de “cereja-das-antilhas”.

Ela se destaca por ser uma das maiores fontes de vitamina C: algumas variedades chegam a ter mais de 20 vezes a quantidade do nutriente em comparação à laranja ou ao limão. Em média, cinco frutinhas por dia já atingem as necessidades diárias do nutriente.

Em 100 g da fruta, há 1.505 mg de vitamina C e apenas 30 kcal. Além disso, a acerola contém pequenas quantidades de fibras, cálcio, magnésio, fósforo, potássio, selênio e vitamina A. Possui também antioxidantes como os flavonoides e os carotenoides.

O ideal é consumir in natura, mas como elas tendem a estragar rapidamente após a colheita, é comum que a fruta seja transformada em suco ou polpa. A seguir, veja os principais benefícios da acerola e se há contraindicações.

1. Fortalece o sistema imunológico

Por ser fonte de vitamina C, incluir a acerola na dieta ajuda a aumentar as defesas do corpo. A vitamina C é um antioxidante, e assim melhora a capacidade imunológica no combate às infecções. Além de prevenir gripes e resfriados, o nutriente faz com que o tempo de duração das doenças seja menor.

2. Previne o envelhecimento precoce

Devido ao alto teor de vitamina C, antocianinas e quercetina, a fruta oferece propriedades antioxidantes para o organismo, neutralizando a ação dos radicais livres que desencadeiam o processo de envelhecimento precoce. Também faz com que a produção do colágeno aumente, melhorando a pele e a aparência das rugas.

3. Previne problemas gastrointestinais

A acerola possui pequenas quantidades de fibras, o que contribui com a prevenção de problemas gastrointestinais. Uma dessas fibras é a pectina, que é solúvel em água e tem capacidade prebiótica, ou seja, estimula a proliferação ou atividade de populações de bactérias “boas” no intestino. Por isso, a fruta pode promover efeitos benéficos ao organismo, como evitar diarreias ou constipação.

4. É benéfica para o coração

Por ser rica em potássio —em 100 g da fruta há 138 mg de potássio —, o consumo da fruta ajuda na saúde cardíaca, uma vez que o mineral atua no controle da pressão arterial. Por conta disso, a acerola ajuda a prevenir as doenças cardiovasculares. Além disso, os antioxidantes contribuem com a prevenção da aterosclerose, uma condição de saúde que entope os vasos sanguíneos e causa infarto e AVC (acidente vascular cerebral).

5. Faz bem para a tireoide

A tireoide é uma glândula que fica na região do pescoço e é responsável pela liberação de alguns hormônios. Consumir acerola ajuda no funcionamento da glândula devido à presença da vitamina C. Isso porque ela estimula o funcionamento do sistema imunológico e melhora a absorção do ferro, mineral que geralmente está em falta em pessoas com hipotireoidismo —quando a tireoide não produz a quantidade suficiente de hormônios.

6. Contribui com a absorção do ferro

A vitamina C aumenta a absorção de ferro não heme, que provém de alimentos vegetais. Por isso, é importante consumir alimentos fontes de vitamina C juntamente com itens que contenham o mineral. Depois que o ferro é absorvido pelo corpo, ele transporta o oxigênio, por isso a deficiência do mineral provoca anemia, já que diminui os glóbulos vermelhos no sangue, causando sintomas como fadiga e palidez. Por isso, vale a pena tomar um suco de acerola durante as refeições para potencializar a absorção do ferro.

7. Melhora a função cerebral

A vitamina C é um antioxidante que também contribui com a sinapse dos neurônios, ou seja, melhora a transmissão de impulsos nervosos de uma célula para outra. Por esse motivo a acerola pode ser benéfica para a função cerebral.

8. É benéfica para a visão

Por conter vitamina A, o consumo regular de acerola contribui com a saúde ocular. A falta do nutriente na dieta pode levar à cegueira. Além disso, a vitamina A reduz o risco de catarata e degeneração macular relacionada à idade, que são doenças que afetam a visão.

9. Aumenta a saciedade

A acerola aumenta a saciedade por ter fibras em sua composição. Além disso, ela é pouco calórica e melhora o funcionamento do intestino, o que contribui com o emagrecimento saudável.

Benefícios em estudo

A acerola contém flavonoides e vitamina C, ou seja, antioxidantes que ajudam a bloquear os radicais livres. Essas substâncias causam alguns tipos de câncer. E também possui licopeno, responsável pela cor avermelhada e que está associado à redução de câncer de próstata.

Mas, vale destacar que nenhum alimento isolado consegue evitar a doença. É preciso manter hábitos saudáveis —alimentar-se adequadamente e fazer atividade física, por exemplo. Além disso, alguns tipos de câncer também ocorrem devido à predisposição genética do organismo.

Como consumir

Uma forma bastante popular de consumo é o suco de acerola. Mas para que a bebida mantenha as propriedades da fruta, ela deve ser consumida na hora em que é preparada. Isso porque se perde boa parte da vitamina C após algumas horas. Além disso, o ideal é beber sem adoçar.

A fruta também é usada na preparação de vitaminas, sorvetes, geleias, doces e também drinques. A acerola in natura pode ser consumida como sobremesa, em lanches intermediários e também com saladas de folhas cruas ou ainda em molhos, acompanhando carnes e frangos. Vale destacar que quanto mais verde a fruta, maior a quantidade de vitamina C.

Riscos e contraindicações

A recomendação é consumir entre 6 a 8 acerolas por dia. O consumo da fruta costuma ser seguro para a maioria das pessoas. No entanto, por ser ácida, quem tem problemas digestivos pode passar mal após ingeri-la. Em excesso, algumas pessoas apresentam diarreia e náuseas.

Além disso, a vitamina C em excesso aumenta o risco de cálculos renais, principalmente em homens. De acordo com a SBN (Sociedade Brasileira de Nefrologia), estudos apontam que a ingestão de 1.000 mg/dia ou mais do nutriente está associado a um risco maior de 19% de aparecimento do problema de saúde.

Isso ocorre porque a vitamina C é convertida em oxalato (substância que favorece os cálculos) e é eliminada pela urina. Sendo assim, quem tem problemas renais deve se atentar para o consumo excessivo da acerola e de outras fontes de vitaminas C, além de suplementos.

Fontes: Amanda Ornelas, nutricionista e presidente do CRN-5 (Conselho Regional de Nutricionistas da 5ª Região – BA-SE); Carmen Luciane Sanson Amorim, nutricionista e professora de Gastronomia da PUCPR (Pontifícia Universidade Católica do Paraná); Débora Palos, nutricionista da Clínica Dra. Maria Fernanda Barca e do Hospital Nove de Julho; Barbara Videira, nutricionista do Hospital Alemão Oswaldo Cruz.

Referência: TBCA (Tabela Brasileira de Composição de Alimentos).

Acesse o link do Portal UOL/VivaBem: https://www.uol.com.br/vivabem/noticias/redacao/2021/06/21/acerola-fortalece-a-imunidade-veja-9-beneficios-da-fruta-tropical.htm

Deixe um Comentario

START TYPING AND PRESS ENTER TO SEARCH